13 de Março de 2013

Por trás do livro

Posted in Ler faz crescer às 17:38 por sidneif

Por ANDRÉ BÁFICA*

leituraMuitas vezes me pego imaginando como o culto à leitura erudita, clássica ou coloquial acontecia nos tempos desde Aristóteles, passando por William Shakespeare (1564-1616), Miguel de Cervantes (1547-1616), Montaigne (1533-1592) e até mesmo no início do século passado. Inúmeros indivíduos escreveram obras que transformam até hoje o mundo. Como surgiu tal inspiração?

Retorno constantemente para ler obras clássicas e panfletos de filosofia, cultura, ciências naturais e história. Todas as vezes me entrego a estudar a vida desse ou daquele escritor. Sempre que possível, pesquiso  a época (e também escuto músicas desse período) de um determinado autor para investigar os detalhes pessoais e talvez históricos que o levaram a escrever tal obra. Gosto dos detalhes pessoais e comportamentais, pois dizem muito sobre a obra de um determinado autor. É o ponto em que a arte ou ficção encontram o mundo real.

Atualmente, sou um aficionado pelos livros. Fui razoavelmente estimulado ainda quando criança por meus pais, mas lembro que a maioria dos livros que deveríamos ler era obrigatório. Como era obrigado, eu me recusava de forma rebelde. Entretanto, lembro-me muito bem, o que eu gostava de ler era o volume de fisiologia e anatomia comparada de uma enciclopédia azul que meu pai comprara de um desses vendedores de porta. Aquilo era magnífico, lembro até dos desenhos retirados das teorias evolutivas de Charles Darwin (1809-1882). Logo após,  interessei-me também por obras e escritores da literatura nacional. Eu lia tudo que não era ”obrigatório” como dever de casa – é claro que, após décadas,  acabei lendo os livros recomendados pelos meus professores!

Alguns livros, dos mais variados gêneros, ensinaram-me muito. Posso citar alguns como O Guia dos Mochileiros da Galaxia, de Douglas Adams (1952-2001), O Físico, de Noah Gordon, A Origem das Espécies, de Charles Darwin, dentre outros. Mais recentemente, empolguei-me  com a biografia de Steve Jobs, de Walter Isaacson. Gosto de biografias pelas razões supracitadas.

Contudo, um dos livros que mais marcou a minha vida foi O Mundo Assombrado pelos Demônios, do lendário astrônomo Carl Sagan (1934-1996). Este livro é uma verdadeira obra de realismo, um convite ao ceticismo. O Dr. Sagan foi um dos maiores divulgadores de ciência de nosso tempo. O livro retrata o bem que a ciência, o maior empreendimento humano, tem feito para nossa sociedade. Analisa também, de forma crítica, quando alguns cientistas encontram o pecado. Entretanto, o livro denota como nossa sociedade pode se beneficiar da metodologia científica como uma ferramenta de educação e liberdade. Você não precisa ser um cientista para entender de ciência, pode usar a intuição e curiosidade científica para perguntar, ter consciência crítica e apresentar uma atitude cética em relação ao mundo que vive. Você poderia imaginar se Copérnico (1473-1543), Kepler (1571-1630) e Galileu ( 1564-1642) não tivessem desafiado a visão de que a Terra está no centro de tudo?

Ler é fundamental, mas deve ser feito com análise crítica para extrair o máximo de aprendizado duradouro dos livros. A leitura é um processo de prazer e, portanto, não deveria ser feito de maneira obrigatória, mas estimulada em casa, na escola, etc.

Fico por aqui e uma ótima leitura.

*André Báfica, médico e laureado professor do Departamento de Microbiologia, Imunologia & Parasitologia da Universidade Federal de Santa Catarina. 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: