23 de Julho de 2012

Meu destino

Posted in Ler faz crescer às 15:41 por sidneif

Por ALCIR PÉCORA*

Ler para mim foi um processo quase doméstico, pois minha família tinha uma livraria em casa, e eu não tinha mais que ir ao escritório para pegar os livros que desejasse, a que horas quisesse.

A rigor, portanto, a leitura nada teve de um grande acontecimento em minha vida; foi apenas um acontecimento quotidiano que se misturou desde sempre ao meu quotidiano mais simples, um hábito que adquiri desde cedo e do qual nunca me livrei. Nem nunca senti que devesse fazer isso, embora muitos me dissessem que eu passava tempo demais ao lado dos livros.

Assim, para resumir, ler para mim foi um destino pessoal, que depois se tornou um trabalho profissional, nada mais. Não o acho edificante, nem gratificante: foi o que pude ter. Por sorte, me conformo perfeitamente com isso.

*Alcir Pécora, professor de literatura na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)  e colunista da revista Cult.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: