29 de Outubro de 2010

Velhos hábitos

Posted in Brasil às 12:16 por sidneif

Desconheço tal situação. Não o conheço. Repudio qualquer ato do gênero.

Muda uma palavra ali, outra acolá, mas essencialmente é  esse discurso  com o qual somos brindados a cada ilícito exposto . A qualquer indício de escândalo nossa classe política responde com o juramento de total inocência ou com o espanto de quem  desconhecia e  reprova  tanta lama ao seu redor.  Velhos e cabotinos hábitos.

Hábitos de quem, nos bastidores, ignora a diferença entre  o interesse privado e o público, considera o uso da máquina pública um legítimo meio de alcance de objetivos pessoais. Hábitos de quem sob holofotes  abusa do populismo , repudia suas próprias convicções.

Exemplos não faltam nestas eleições: o presidente do país desrespeita as regras eleitorais, abre mão completamente da sua posição de governante ( e nesse momento como fiel condutor de eleições democráticas) para  assumir a condição de cabo eleitoral; oposição apela para qualquer demagogia – pérolas como  13 meses de Bolsa Família e a banalização de  um tema tão sério como o aborto.

A essa altura, quem lê este texto já sucumbiu ao desânimo ( se é que seja preciso das palavras deste blogueiro para ficar desapontado com o cenário político tupiniquim), entretanto, cabe ressaltar que democracia não nasce, constrói-se. Valeu a pena a bandeira diretas já. É  essencial festejar a Lei Ficha Limpa (apesar do samba do crioulo doido criado pelo Supremo Tribunal Federal).

O desacorçoamento diante do cenário político é compreensível.  Inaceitável, porém, a indiferença ao majestoso processo democrárico das eleições.

Queremos outro país?  Aprendamos, então, a votar.

Anúncios