20 de Janeiro de 2009

Barack Obama

Posted in Mundo às 14:16 por sidneif

Hoje, quando assumir a presidência dos Estados Unidos, Barack Obama será a certeza de que valeu a pena a coragem de Rosa Parks (1913-2005) e a determinação de  Martin Luther King (1929-1968).  

Obama é a resposta de um país sempre inexoralvemente criticado a quem duvida do poder da democracia. Os Estados Unidos, tão associados à arrogância, à exploração, ao abuso de poder, mentores do capitalismo selvagem, mostram que são capazes de se reinventarem- basta-lhes a democracia.

Não, a maior potência do mundo não se torna inocente com a posse de Obama. Seus erros a História já registrou e ainda nos mostrará mais. Todavia, o mundo precisa parar de atribuir seus erros e fracassos ao “nefasto imperialismo americano”. A culpa exclusiva e irrestrita que recai sobre os Estados Unidos é o embuste que assegura e aumenta o poder de  líderes déspotas , mascara a incapacidade de outros e vira arrazoado de quem não consegue reconhecer as suas próprias falhas ( é tão mais fácil atribuir a culpa de nossos insucessos  a quem é vencedor. Sartre já dizia “o inferno são os outros”).

Isso vale para uma certa república tropical de tanto potencial, mas que seu povo precisa entender que é responsável intrinsicamente pelas mazelas que o  acometem. E, sobretudo, que podemos mudar.

Como dizia Obama em sua campanha: Yes, we can…

Anúncios